Ana SimplesAssim

por Ana Luiza Archer

Segunda Blogada – Comunidades virtuais

5 Comentários

logos-de-comunidades.jpg

” É sempre bom frisar que o grande diferencial da Internet não é o conteúdo abundante e disponível, mas sim a quantidade de pessoas conectadas. Somos biologicamente programados para acharmos o ser humano a coisa mais interessante do mundo. Daí o sucesso de tudo que envolve interatividade entre gente”. Felipe Memória, autor do livro “Design para Internet – projetando a experiência perfeita”.
 
De fato, como já comentamos,  a interatividade, por diversos motivos, é um caminho sem volta – assim como as comunidades virtuais. 
 
“Para que exista uma comunidade virtual, ou não, é importante pensar-se sempre no que as pessoas estão fazendo ali. Pessoas só se juntam em comunidades por interesse, prazer ou obrigação. (…) Como numa comunidade real, criar e manter uma comunidade virtual dá muito trabalho, de construção, de manutenção, de administração. No inicio é até mais difícil, pois se trata de um novo paradigma, é necessário levar as pessoas pela mão, explicar o que é cada ambiente, como funciona esta ferramenta. (…) Tudo isso exige lei e ordem, regras claras de comportamento, bem como um mínimo de democracia para que o autoritarismo não mate os saborosos frutos que só a liberdade produz” ( texto de autor desconhecido).
 
Amigos, o Globoonliners se propõe a ser um espaço de interatividade entre os internautas do Globo Online. Dois meses após o lançamento – e com perfil registrado desde 24 de abril, também há dois meses – já percebo nitidamente algumas melhorias. Sem falar, é claro, no número de usuários – maior patrimônio de qualquer comunidade -, que tem crescido num ótimo ritmo. Naturalmente, divulgação não é problema.
 
Por trás do Globoonliners está o ICOX – ferramenta livre brasileira para construir comunidades em todo o país. Contrariamente ao orkut que é centralizado, o ICOX permite a criação de uma rede entre vários ICOXs instalados em servidores diferentes, que podem “conversar”, sem a  necessidade de um portal central. Segundo minhas leituras/pesquisas na Internet, faz parte ainda do projeto a integração dos cadastros – Globoonliners e Globo online -, o que é obvio e mais do que desejável, e até o final do ano estarão “rodando redondo”, inclusive blogs e comunidades que poderão se relacionar com as notícias. É bom destacar também que todas as melhorias feitas no site, no software, irão para todos os usuários que estão baixando – quase 1300 instituições brasileiras. Mais informações,
aqui.

Posto isso, e complementando um texto anterior onde eu apontava algumas dificuldades no Globoonliners, gostaria de colocar as seguintes observações:

1) As ferramentas melhoraram, mas ainda estão fracas. Número de visitas ao blog e aviso via e-mail das movimentações – recados, mensagens, comentários, contatos – no post/blog são essenciais. Até o orkut, que é considerado fraco, tem. Só a  partir dessas ferramentas básicas e preliminares, considero que o site está em Beta, ou “work in progress”.

2) Sinto falta de um “animador ativo” que estimule o usuário e integre a comunidade propondo concursos, festivais, post do dia, post da semana, blog da semana, blogs indicados (critérios transparentes) etc. Vide a comunidade de fotografia FLICKR , que é uma das melhores neste sentido – interatividade com os usuários, inclusive na moderação do conteúdo postado – além de possuir ótimas ferramentas.

3) Qto às demais considerações relativas a ferramentas mais sofisticadas – não tão urgentes -, prefiro linkar os melhores textos – super úteis e didáticos – que encontrei recentemente na web, no final.

E, finalmente, não posso deixar de parabenizar aqui a Cynthia Ruys, o Fábio Mahfoud Cerdeira e, principalmente, o Nelson Miler. Do pessoal da equipe de tecnologia que eu “reconheço”  –  que, com esse lançamento simultâneo do Globoonliners, do Meu Globo Online, do Extra Online e ainda pelos ajustes no Globo Online,  estão me parecendo mais uma equipe circense de equilibristas de pratos nas varetas, e bem sucedida –, eles são os mais ativos e interativos por aqui. Muito bom.

E como o assunto hoje foi interatividade/comunidade, vou deixar aqui um vídeo engraçadíssimo e, definitivamente, não interativo:) Não deixem de ver, é rapidinho e ótimo :)  “confessionário hi-tech”.

E aguardem a segunda parte, com uma entrevista exclusiva do Flickr, ok? :)

Bjs:)

Texto sobre comunidades:

O segredo do sucesso do Facebook

Qual será o futuro das plataformas sociais on-line?

– Are you Facebooking? (em portugues)

– Porque eu desisti do Orkut e escolhi o Facebook

– O New York Times é um exemplo a ser seguido

– Elas só olham para o próprio umbigo. Até quando?

Comunidades virtuais – ambientes colaborativos e trabalho em rede  

 Foto de stabilo boss, via Flickr

Anúncios

Autor: Ana Simples Assim

"simples sim, banal nunca" (Giorgio Armani)

5 pensamentos sobre “Segunda Blogada – Comunidades virtuais

  1. oi ana, gostei do seu post! alias, agora acabou de chegar o POWNCE, já conhece? tem username? vamos nos falar…

    sobre o POWNCE, veja em:
    http://www.messa.com.br/eric/ecode/2007/07/nova-rede-de-troca-informao-pownce.html

  2. Obrigada, Eric! Não conheço o POWNCE, não. Vou lá dar uma olhada :)

  3. falta o google =P

  4. Oi Ana, estava fazendo uma pesquisa e quem diria… achei esse post no seu blog!
    Gostei!

  5. Miguel, meu primo! Que bom que voce gostou, esse post já foi escrito há 2 anos! É o meu campeão de audeincia, diariamente lidera as buscas para este meu blog. Mas vou até fazer outro mais atual.
    Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s